sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Se alguém...

Deixem-me ver se entendo ...
Se alguém atravessar a fronteira da Coreia do Norte ilegalmente, é condenado a 12 anos de trabalhos forçados.
Se alguém atravessar a fronteira iraniana ilegalmente, é detido sem limite de prazo.
Se alguém atravessar a fronteira afegã ilegalmente, é alvejado.
Se alguém atravessar a fronteira da Arábia Saudita ilegalmente, será preso.
Se alguém atravessar a fronteira chinesa ilegalmente, nunca mais ninguém ouvirá falar dela.
Se alguém atravessar a fronteira venezuelana, será considerado um espião e o seu destino está traçado.
Se alguém atravessar a fronteira cubana ilegalmente, será atirado para dentro de um navio para os E.U.A.
MAS ... Se alguém entrar por alguma fronteira da União Europeia ilegalmente, SERÁ OBRIGADO A TER:
Um abrigo ...
Um trabalho ...
Carta de Condução...
Cartão Europeu de Saúde...
Segurança Social ...
Crédito Familiar ...
Cartões de Crédito ...
Renda de casa subsidiada ou empréstimo bancário para a sua compra ...
Escolariedade gratuita ...
Serviço Nacional de Saúde gratuito ...
Um representante no Parlamento ...
Pode votar, e mesmo concorrer a um cargo público ...
Ou mesmo fundar o seu próprio partido político !
E por último, mas não menos importante, pode manifestar-se nas ruas e até queimar a nossa bandeira, e:
SE EU O QUISER IMPEDIR, SEREI CONSIDERADO RACISTA!
E esta hein?!

2 comentários:

Laura disse...

Coisas da vida!

MACAU BANGKOK O MAR DO POETA disse...

Estimada Amiga e Ilustre Romancista Irene Abreu,
Lá diz o ditado, cada terra com seu uso cada roca com seu fuso.
Todos os países que mencionou, já se sabe quais as suas estrategicas, a RPC até tolera, os Estados Unidos também não procedem como ditam as leis americanas, como tal, entrar em casa alheia, sem a devida autorização, é o mesmo que dizer se ir meter em trabalhos.
A União Europeia tem outro tratamento para com os ilegais, mas muitas das vezes as coisas não são assim tão lineares como parecem.
Veja-se o que fazem os franceses!...
Um abraço amigo cá deste cidadão do mundo. Que sem receio vai cruzando fronteiras rsrsrs