quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Carimbo chinês

É com muita frequência que no dia-a-dia de um chinês se ouve dizer: - "Por favor, assine o seu nome e autentique com o seu carimbo". E, mesmo com o passar dos séculos e entrarmos na época moderna, na China, continua a ser necessário o carimbo com o nome do cliente, para diversas actividades sociais e comerciais tais como para retirar dinheiro no banco, para receber uma carta registada no correio, para legalizar um contrato, para acusar o recebimento de documentos oficiais, etc.
Na China, desde o tempo dos imperadores até ao presente, desde negócios governamentais oficiais a assuntos particulares, o carimbo continua a fixar o crédito e a promessa, mesmo após a assinatura, ele continua a ser necessário para que um documento tenha validade legal.
Apesar de seu pequeno tamanho, o carimbo desempenha um papel extremamente importante na vida de um chinês. Sela como quem assina, mas esse vermelho milenar da chancela chinesa, pode apenas reflectir um estado de espírito.
Os carimbos com nomes também são companheiros constantes de calígrafos e pintores chineses. Os artistas mantêm a tradição de carimbar as suas obras com os seus carimbos para "assiná-las", como prova de autenticidade.
Tradicionalmente, os materiais mais comuns para o fabrico de carimbos eram o cobre, para a população em geral, e o jade, para o imperador e a nobreza.
Há carimbos quadrados, redondos e até ovais. O tamanho deve depender da superfície a carimbar e, dependendo do formato da pedra, é que se define a técnica de impressão.
Mas sem tinta não há selo chinês e essa pasta pode ser à base de água ou de óleo. É tudo uma questão de preferência, mas se a primeira é mais corriqueira, a segunda tem outra qualidade e resiste mais ao tempo.
Os carimbos são esculpidos à mão. Através da técnica de escultura, os carimbos com nome combinam a beleza dos caracteres chineses com desenhos de linha
A parte mais importante da escultura talhada é a gravação da superfície do carimbo. E a metade do trabalho de esculpir um carimbo, está feito quando um estilo caligráfico for escolhido e o arranjo dos caracteres for decidido; todo este processo tem o nome de "composição" de um carimbo.
Esculpir os caracteres com cortes habilidosos, confiantes, é chamada a "técnica da faca". A união dessas duas técnicas resulta em uma forma totalmente nova de expressão escrita conhecida como "técnica caligráfica".
Muitos estrangeiros mandam fazer o seu carimbo com o caracter que tem o som do seu nome e usam-no por graça, apondo o carimbo no fim da assinatura, quando escrevem a um amigo…

Sem comentários: