sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Dona de casa...


Quando ele chegou a casa, após o trabalho, encontrou os seus três filhos a brincar do lado de fora da casa, ainda com os pijamas vestidos.
Estavam sujos de terra, cercados por embalagens vazias de comida “entregue ao domicílio”.
A porta do carro da esposa estava aberta. A porta da frente da casa também.
O cão, estava sumido, não veio recebê-lo como de costume.
Enquanto ele entrava em casa, achava mais e mais confusão.
O candeeiro da sala estava caído, o tapete estava enrolado e encostado à parede.
Na sala de estar, a televisão ligada aos berros, num desenho animado qualquer, e o chão estava atulhado de brinquedos e roupas espalhadas.
Na cozinha, o lava-loiças estava cheio de pratos e copos e um deles partido; a mesa ainda tinha restos do pequeno almoço, o frigorífico estava aberto, com leite a pingar de uma das prateleiras. Havia comida de cão espalhado no chão e um montinho de areia perto da porta, brincadeira de uma das crianças. O chão estava numa miséria, cheio de pegadas e bastante sujo. Não se vislumbrava a esposa e muito menos o jantar...
Assustado, subiu a correr as escadas, desviando os brinquedos espalhados e das peças de roupa suja.
- Meu Deus, o que terá acontecido? – pensou - será que a minha mulher está mal? Será que aconteceu alguma coisa grave?'
Espreitou na casa de banho e viu um fio de água a escorrer para o chão e encontrou mais brinquedos no chão, toalhas ensopadas,sabonete líquido espalhado por toda parte e muito papel higiênico na sanita..
A pasta de dentes tinha sido usada e deixada aberta e a banheira estava a transbordar de água e espuma.
Finalmente, ao entrar no quarto, ele encontrou a esposa ainda de pijama, na cama, deitada e rodeada de um monte de revistas, lendo calmamente uma delas.
Ele olhou para ela completamente confuso, e perguntou:
-“Que diabos aconteceu aqui em casa hoje? Por quê toda esta confusão?”
Ela sorriu e disse encarando-o bem no fundo dos olhos:
- Todos os dias, quando chegas do trabalho e me perguntas:
'- Afinal de contas, o que foi que fezeste o dia inteiro dentro de casa?'
-'Bem... Hoje tens essa resposta: eu não fiz nada, FOFO!!!

3 comentários:

Zé Carlos disse...

Obrigado querida pela sua visita, tão importante para mim, neste dia que consigo mais um marco no Blog A Casa do Zé Carlos.
Você é um doce de amiga... bjs do ZC

Luis F disse...

Amiga o livro apenas vai ser amanhã, espero que decorra tudo bem...

Obrigado pelas tuas sempre presentes palavras

Com amizade
Luis

Anónimo disse...

Eh, eh, eh, se todas fossem assim, o mundo estava bem melhor. Não há nada como uma liçãozinha aos maridinhos ordinários que pensam que uma mulher em casa não faz nada...
Beijinhos e continua a dar-lhes com força.
Ana