domingo, 27 de março de 2011

A competência causa medo…

A violência é o último refúgio do incompetente.(Isaac Asimov)
Não se atreva a ser "diferente" ao mostrar rasgos de compreensão, que mostrem ao "outro", que é inteligente e competente, porque a sua vida vai tornar-se muito complicada.
Não raro temos encontrado pela nossa vida, gente incrivelmente incompetente em lugares complexos, onde deveria haver alguém mais qualificado.
Encontramos inúmeros exemplos de pessoas medíocres (e até idiotas), sem talento que estão bem na vida à custa do trabalho de outrém, porque teve a sorte de ter um “padrinho” ou um “amigo” que o colocou naquele lugar…
A maior parte das pessoas encostadas em posições políticas e de chefia são medíocres e têm um indisfarçável medo da inteligência. Temos de admitir que, de um modo geral, os medíocres são mais obstinados na conquista dessas posições. Eles conhecem bem as suas limitações, sabem como lhes custa desempenhar tarefas que os mais dotados realizam com uma perna às costas.
Na medida em que admiramos a facilidade com que os mais lúcidos resolvem os problemas, os medíocres passam a vida a repudiá-los, para se defenderem.
É um paradoxo angustiante! Infelizmente temos de viver segundo essas regras absurdas que transformam a inteligência numa espécie de desvantagem perante a vida.
Há duas maneiras de ser feliz nesta vida: uma é fazer-se de idiota; a outra, é sê-lo! (Freud)
Como é sábio o velho conceito: "Finge-te de idiota e terás o céu e a terra". Quanto talento estará a ser desperdiçado diariamente por falta de autoconfiança ou incentivo e fico muitas vezes a meditar, analisando o facto de quantas e quantas pessoas, que têm algum conhecimento diferencial, aqueles que a humanidade convencionou em chamar-lhes “normais”, que têm um talento natural e especial para avançarmos culturalmente, estão enclausuradas na sua casca de ovo toda uma vida, nunca poderão demonstrar ao mundo o seu brilhantismo, por não confiarem em si mesmos, nas suas qualidades ou por não terem a oportunidade de serem vistos na sua real potencialidade…
Através da História, sabemos o que têm sofrido os génios da medicina, da música, da pintura, entre outros, para provarem o valor das suas obras, porque a inveja dos incompetentes tudo fizeram para que não fosse reconhecido o real valor dos seus verdadeiros autores. Mesmo assim, quantos ficaram na sombra? Mas, é preciso considerar que esses medíocres são astutos, oportunistas e ambiciosos, têm o hábito de salvaguardar as posições conquistadas com verdadeiras muralhas de granito por onde os talentosos não conseguem passar.
Em todas as áreas encontramos dessas fortalezas estabelecidas, as panelinhas do arrivismo, inexpugnáveis às legiões dos lúcidos.
O contacto com a mediocridade gera mais mediocridade, eles são um perigo que andam à solta, espalhando ainda mais mediocridade, impunemente. Afaste-se deles, mas se por acaso você for um deles, deve esforçar-se mais e faça o possível por evoluír para o próximo estágio da vida… infelizmente, a única dificuldade é que geralmente medíocres não se reconhecem, por isso nunca deixam de ser medíocres. O escritor e consultor norte-americano John Hoover escreveu umas dicas de como lidar com a hierarquia no ambiente de trabalho, sem stress, para além de competente, não seja um “lambe botas”. A publicação traz uma lista com os variados tipos de chefes e conselhos para um convívio mais tranquilo, mostrando que o esforço pode pelo menos garantir o seu emprego.
De acordo com o autor, como cada dia está mais difícil de construir uma carreira ou simplesmente subsistir, sem passar pela experiência de trabalhar sob as ordens de um chefe prepotente, perfeccionista, inseguro ou apenas incompetente, o caminho é conhecer os pontos fracos e fortes do patrão e tentar adaptar-se. Outra sugestão de John Hoover, "Por Que as Pessoas de Negócios Falam Como Idiotas", sugere, a partir de inúmeros relatórios anuais de empresas do mundo todo, que os executivos, hoje em dia, falam como idiotas no mundo corporativo, usando e abusando de lugares comuns retirados de livros de auto-ajuda empresarial.
A solução para se destacar, seria justamente falar de forma inteligente. Seja um destemido! Comparando os dois, fica a lição, se você quer ser um empregado bem sucedido, chateie o patrão, mas se ainda não der certo e quiser seguir a carreira empresarial, seja um destemido. E se tudo não der certo de novo, escreva um livro de auto-ajuda e torne-se um conferencista profissional...

NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DO MEU POBRE PORTUGAL:
Nunca tivemos um governo tão incompetente e cínico, como nestes últimos anos, com a maior carga de impostos do mundo, com a maior taxa de juros do mundo, uma burocracia obsoleta e corrupta cada vez mais inchada, com o maior déficit público, a maior dívida pública, o maior endividamento de estado, entre outros desastres económicos já evidentes.
Nunca se viu maior descaramento na manipulação das informações dos média, nos discursos dos governantes cada vez mais fantasiosos e demagógicos, com “planos” que continuam emPACotados, enquanto o Governo insiste em anunciar “crescimentos” do PIB” e “aumentos de emprego” inexistentes, pois a realidade do país é completamente oposta!
Nunca tivemos um período de tamanha estagnação quanto às necessárias (há décadas!) reformas em todos os sectores que atravancam o desenvolvimento nacional, tudo em nome de não mexer em “matérias impopulares”, comprometendo assim o futuro do país e das próximas gerações, impedindo as diversas reformas, mas fechando escolas e hospitais…
Nunca tivemos um Portugal tão à rasca!!

Sem comentários: