segunda-feira, 29 de março de 2010

Comer chocolate...

Nesta época do ano, pertinho da Páscoa, quem gosta de chocolate tem um bom pretexto para abusar. Comer chocolate todos os dias pode fazer muito bem à saúde, em especial, dizem os entendidos, que ajuda a memória e, parece que o chocolate, assim como o café e o chá, possui uma capacidade incomum para interagir com a química cerebral. Mas... nada de exageros! Todos sabemos que seja qual for o excesso de qualquer coisa, faz mal.
Os pesquisadores também descobriram que o chocolate - assim como a cafeína - estimula a produção de um produto químico chamado feniletilamina.
Esta substância tem sido associada há algum tempo ao "sentir-se apaixonado" - as primeiras pesquisas neste sentido foram realizadas pelos médicos Donald F. Klein e Michael R. Liebowitz, do Instituto Psiquiátrico Estadual de Nova Iorque .
É provável que a explicação da sensação do extremo bem-estar ao devorarmos uma caixa de bombons, passe por este caminho. O chocolate contém nutrientes essenciais para dar energia, bom humor e é também uma prevenção contra a insónia. Alguns destes nutrientes estão ausentes em boa parte das dietas recomendadas e os cientistas acreditam que o chocolate seja a sua principal fonte.
Os médicos dizem que o ideal é comer, diariamente, no máximo 30 gramas entre dois ou quatro quadradinhos de uma barra, dependendo do tamanho do quadradinho e de preferênica: chocolate amargo.
Isto porque o amargo é o que tem mais cacau e, portanto, mais flavonóides, que são substâncias químicas encontradas também no vinho tinto e no chá verde, que dão energia, activam a memória e melhoram a circulação.
O chocolate de leite tem menos cacau e muito mais açúcar, sendo por isso, o menos recomendado. Para ter o mesmo benefício encontrado no chocolate amargo, é preciso comer três vezes mais quantidade. E, nesse caso, corre-se o risco de engordar, entre outros problemas a evitar.
Já o chocolate branco é feito só com manteiga de cacau e açúcar, pura gordura, não tem flavonóides e engorda, é de evitar comer mais que o recomendado, que será e para quem gosta muito, uns quatro quadradinhos.
E, para quem está preocupado com a balança, aqui fica uma dica: o chocolate com a etiqueta diet não tem açúcar, mas tem mais gordura que o recomendado.
-"Para comer chocolate, o ideal será de manhã, é o melhor horário", - diz um nutricionista. - "Uma chávena de chocolate, um leite achocolatado ou comer um pedaço de chocolate, inclusivé para as crianças, porque melhora a memória e satisfaz a gula."
Ao contrário da crença popular, a maioria das pessoas acima do peso ideal, não comem quantidades excessivas de bolo, doces e similares. Na realidade, estas pessoas o que ingerem de açúcar pode até estar abaixo da média. Mais importante no controle do peso é o total de calorias consumidas por dia e a quantidade de energia gasta em actividades físicas. O chocolate contém mais de 300 substâncias químicas diferentes e vários nutrientes necessários ao corpo. Calcula-se que uma barra média contenha: - 3 gramas de proteína - 15% da necessidade diária de riboflavina - 9% da necessidade diária de cálcio - 7% da necessidade diária de ferro. A gordura (manteiga) presente no cacau dá ao chocolate sua textura característica. Pesquisadores mostraram que esta gordura não aumenta os níveis sanguíneos de colesterol, principalmente devido ao alto conteúdo de ácido esteárico. Mais ainda: pesquisas recentes na Universidade da Califórnia mostraram que o chocolate apresenta níveis elevados de produtos químicos conhecidos como flavonóides e fenólicos - e sabe-se que alguns fenólicos podem diminuir o risco de doenças cardíacas. Recentemente, por exemplo, pesquisas mostraram que doses moderadas de vinho tinto (um cálice por dia) exercem efeitos benéficos sobre o coração e acredita-se que isto se deva exatamente à presença destes compostos na bebida; eles também estão presentes no chocolate.
Os actuais nutricionistas derrubam dois mitos: o chocolate não provoca borbulhas, nem causa dependência.

RECEITAS DE BOLOS QUE NÃO ENGORDAM
FONDANT AU CHOCOLAT


Com vontade de experimentar algo de chocolate com poucas calorias, andei a passear por alguns blogs franceses e descobri esta receita... Sem creme fraiche em casa, optei por usar natas frescas: o resultado não podia ser melhor: húmido e muito macio, mas com uma crosta estaladiça por cima! Faltou um bocadinho de gelado de baunilha para acompanhar...

INGREDIENTES
300 gr chocolate preto
3 ovos
120 gr açúcar
1 pacote de 20cl de creme fraiche (usei um pacote de natas frescas)
25 gr farinha
1 pitada sal

Aquecer o forno a 180ºC. Separar os ovos, bater as claras em castelo com uma pitada de sal. Partir o chocolate em pedaços e derretê-lo no microondas. Misturar o açúcar com as gemas e mexer bem, juntar depois o chocolate derretido. Adicionar as natas e por fim a farinha. Juntar 3 colheres de claras, mexer e envolver as restantes. Verter numa forma untada (optei por polvilhá-la também) e levar a cozer durante 25 a 30 minutos.Experimente sem remorços...

Receita retirada deste blog abaixo indicado (em francês e traduzida livremente):
http://aubainmarie.canalblog.com/

BOLO DE CACAU E CANELA
Um bolo consistente e macio no qual não se usam ovos...
Receita a repetir, mas sem a canela. (não apreciei o sabor da canela, associado ao cacau)
Saborear com uma bola de gelado de baunilha.

INGREDIENTES
200gr farinha
100gr açúcar
3 clh. (sopa) de cacau
1 clh. chá canela
2 dl sumo laranja
1 dl óleo
3 gotas essência baunilha

Confecção:
Misturar a farinha, o açúcar, o cacau e a canela.

Juntar o óleo, as gotas de baunilha e o sumo de laranja e mexer bem até obter uma massa lisa e homogénea.

Untar e polvilhar uma forma redonda sem buraco, verter a massa e levar ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 25-30 minutos.
Desenformar morno (resulta num bolo baixinho).
BOLO MOUSSE DE CHOCOLATE

Contava-me uma amiga, que me deu a receita, que este bolo era delicioso e muito fácil de fazer...

Não é engano aparecerem somente 2 ingredientes, é mesmo assim:
sem farinha, sem manteiga e sem açúcar...

Fica pequenino e baixo, mas muito saboroso! Se quiser maior, dobre as quantidades da receita, fica como mostra a gravura que até parece maior que a realidade.
Esta quantidade é para duas ou 3 pessoas.

INGREDIENTES
6 ovos
200gr chocolate em tablete

Confecção:

Misturar as gemas com o chocolate derretido em banho maria (ou no microondas).

Adicionar as claras batidas em castelo.

Dividir a massa em duas partes:
• Uma que vai ao frigorífico (para solidificar tipo mousse)
• Outra que vai ao forno em forma (untada e polvilhada de chocolate em pó) durante 20 minutos a 175º C .
Depois de cozida, desenformar e deixar arrefecer.
Espalhar por cima a mousse que entretanto esteve no frigorífico.
Recolocar o bolo no frigorífico e no momento de servir, espalhar por cima raspas de chocolate branco.
(ou amêndoa picada, ou chocolate granulado, ou coco...).

BOLO FINO DE CHOCOLATE PRETO
Este bolo faz lembrar uma pizza, devido à sua espessura, daí ser denominado por "fino".
Deveria de ser servido com natas batidas ou uma bola de gelado de natas, mas foi saboreado sozinho, sem nenhum acompanhamento... simplesmente delicioso!

INGREDIENTES
100gr de chocolate preto (usei com 76% de cacau)
100gr de manteiga
125gr de açúcar
2 ovos
1 colher sopa de farinha

Derreter o chocolate e a manteiga no microondas (interromper a meio e mexer com uma colher para não formar grumos).

Misturar o açúcar e os ovos inteiros com o chocolate derretido.

Incorporar a farinha e mexer bem.
Verter a massa numa forma sem buraco, untada e polvihada.Levar ao forno pré-aquecido a 190ºC durante 20 minutos.
Mas é bom conhecermos os chocolates que mais contribuem para a nossa saúde e bem estar, antes de exagerarmos na dose e por isso vamos recapitular de forma mais prática:

Chocolate de leite
O chocolate de leite, normalmente é o mais escolhido para dar às crianças, mas, cuidado com ele, pois deve ser consumido moderamente devido à quantidade de gorduras saturadas que esta variação do cacau contém, pelo acréscimo do leite.
As suas calorias também são potencializadas pelo açúcar.
É de facto ideal, mas ao comer este tipo de chocolate, deve fazê-lo de forma moderada, sabemos que todos os excessos causam problemas e neste caso, ao exagerar, pode provocar ao seu consumidor, diarreias, enxaquecas, irritações na pele, no estômago e na mucosa intestinal.
E, para sua informação, uma barra de 100g de chocolate de leite, equivale a 556 calorias.

Chocolate branco
Na composição do chocolate branco, temos a manteiga de cacau e o leite em pó.
Ainda que os seus ingredientes não sejam os mesmos do chocolate de leite, os efeitos nocivos à saúde são os mesmos, se forem ingeridos em abundância.
Uma barra de 100g desse tipo de chocolate tem 550 calorias.

Chocolate preto/amargo
O chocolate preto é mais amargo, mas é o mais nutritivo entre todas as variações nossas conhecidas.
É rico em flavonóides e antioxidantes, fazem bem ao coração, retardam o envelhecimento e oferecem as vitaminas A, B, C, D e E, e menos calorias.
Mas não se anime, a diferença calórica entre o chocolate preto/amargo e o chocolate de leite é mínima.

Chocolate diet e light
Para quem sofre de diabetes, o ideal é que se sirva de chocolate diet, pois não contém açúcar. No entanto, os diets muitas vezes superam o chocolate de leite na quantidade de gordura e, portanto, são bastante calóricos.
Para quem pretende não engordar, o light é a melhor opção, pois tem ausência de gordura na sua composição.

Temos ter em consideração que o chocolate causa dependência devido a algumas substâncias que já se provou, causarem dependência, tais como a teobromina, a cafeína e a feniletiamina.
Por isso, um dependente só consegue sentir-se feliz quando consome chocolate, ou então, passa por momentos depressivos quando não o consome, que é uma característica comum entre as pessoas ansiosas e angustiadas.

Também podemos considerar que o chocolate é afrodisíaco quando consumido em momentos românticos, e não se, consumido em momentos de comemoração ou outra ocasião qualquer.
A verdade é que o seu consumo estabiliza neurotransmissores que liberam endorfinas e celotoninas, responsáveis pela sensação de prazer, mas o efeito infelizmente não é duradouro.

2 comentários:

MACAU BANGKOK O MAR DO POETA disse...

Estimada Amiga e Ilustre Historiadora Dra. Irene,
É bem verdade que o chocolate faz bem á saúde, os cardiologista dão essa informação, bem preciosa para quem tem problemas cardiacos, porém para lém do bem que faz, os diabéticos dele não podem abusar, ou nem se quer tocar.
Eu, como por cá amendoas as não à, lá vou comendo um chocolatinho, bolos nem por isso, embora os tenha com fartura aqui na pastelaria que sou possuidor.
Uma feliz Pascoa com tudo do melhor, por cá a situação se está agravando.
Um abraço amigo

Anónimo disse...

Querida amiga
Sempre que aqui venho, aprendo bastante e as receitas devem ser uma delicia. Claro que vou experimentar e aqui fica o meu obrigado pelas dicas porque adoro chocoltae!
Beijinho da Ana