sábado, 26 de fevereiro de 2011

O "Carnaval dos cães" em Macau

A grandeza de uma nação e o seu progresso moral, podem ser julgados pela forma como tratam os seus animais. (Mahatma Gandhi) Hoje foi um dia especial para os cães. Para aumentar a sensibilidade dos cidadãos que residem em Macau, o IACM - Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais de Macau, inventaram o “Carnaval dos Cães".
Algumas associações colaboram já alguns anos com esta iniciativa, em especial a ANIMA - Sociedade Protectora dos Animais de Macau, que tem feito um trabalho extrordinário, levam para adopção alguns cães resgatados do abandono, para sensibilizar consciências e procurar novos donos.
O objectivo deste encontro, é o de promover a legalização dos cães, que consiste na vacina antirrábica e numa injecção de um "microchip", que identifica o animal para toda a vida, com as informações do dono, tornando-o identificável sempre que se perder dos donos ou.. seja abandonado.
A adesão foi enorme, via-se filas enormes para renovar a licença do animal de estimação.
«O abandono de um animal é um acto cruel e degradante», é o que diz o artigo 5º da Declaração Universal dos Direitos do Animal. Infelizmente há corações imperdernidos e capazes de maltratar e abandonar cães e gatos porque "estão fartos", porque "estão doentes e é uma grande despesa", "porque nasceu um bebé", "porque alguém lá de casa passou a ser alérgico ao pêlo", porque "estão velhos", porque, porque... as desculpas são as mais variadas, para cobrir a ingratidão e justificar o abandono de um animal, que os serviu uns tempos e agora é descartável como lixo.

QUANDO ABANDONAR UM CÃO POR ESTAR DOENTE OU VELHO, OS SEUS FILHOS APRENDEM A LIÇÃO. TALVEZ LHE FAÇAM O MESMO, QUANDO VOCÊ FICAR VELHO E DOENTE...

As diferentes associações de defesa dos animais, registam diversos casos ao longo do tempo e concluem que, apesar de todas as campanhas se sensibilização já realizadas, dos apelos sem conta, o número de cães abandonados continua a aumentar.
O número crescente de cães de raça pura, entre aqueles que são deitados para a rua, é uma das novidades desta nova vaga.
O sangue azul já não os salva! Talvez porque a manutenção destes animais é habitualmente mais dispendiosa do que a de um rafeiro. Será uma explicação, mas há outras.
As notícias sobre as raças perigosas têm tido efeitos dramáticos, como já se previa: entre os abandonados como os pedigree, avultam os pitbull e os rottweiler. Por outro lado, os cães são também, para certas pessoas, um fenómeno de moda — quando esta passa, troca-se de animal. Aconteceu, por exemplo, com os dálmatas entre outras raças.

É vergonhoso para a nossa espécie que, sendo o cão o melhor amigo do homem, seja o homem o pior amigo do cão. (Eduardo Lamazón)

O amor pelos animais eleva o nível cultural de um povo.(F. Salvochea)

Um cão que entra no canil municipal, recolhido na rua, tem uma esperança de vida de sete dias. É o tempo legal para ser reclamado. Findo este prazo, é abatido. O principal trabalho da ANIMA - a nossa associação de defesa dos animais, é o de tentar evitar que este destino se cumpra, sobretudo, por via de campanhas de adopção. E os números são sempre impressionantes...

ABANDONAR UM ANIMAL É UM ACTO COBARDE, CRUEL E VIL!!

NOTA: As fotos dos últimos dois cães e dos dois gatinhos, são os meus companheiros de alguns anos, salvos da morte no canil de Macau, pois todas as quintas-feiras, são abatidos cães abandonados, que não conseguiram ser adoptados.

3 comentários:

O Espírito do Tai Chi disse...

Amiga!

Os homens são crueis e não só com os animais. Servem-se quando precisam e depois "deitam fora"...

Irene Abreu disse...

É bem verdade... e, em algum lugar, sob a chuva e o frio, sempre haverá um cão abandonado que em tempo já foi feliz e mimado.
Como pode esse dono sentir-se bem, no conforto do seu lar? Que espécie de gente é esta?

Carla disse...

Olaa!
D. Irene, peço desde ja desculpa pela intromissão mas, como não tinha outra maneira, teve que ser =)
Passo a explicar: acabei de chegar há um mês a Macau e ja Portugal (quando soube que vinha) tinha feito uma pesquisa sobre associações de animais, canil, etc... e li este seu artigo, que voltei a ler hoje, voltando o mesmo entusiasmo. O que se passa é que eu tenho um problema: adoro animais, sou completamente maluca por eles, e ja adoptei dois gatinhos pequeninos, mas queria envolver-me mais neste tipo de eventos.
Como so cá estou há um mês, como calcula, ainda nao conheço ninguem, muito menos alguém que se mova nessa área...
Gostaria então de saber se há alguma maneira de ajudar e para quando outro evento desse género!

O meu email é c.romeiraa@gmail.com, se pudesse responder eu ficava bastante agradecida.

Peço desde já desculpa pela "seca" que lhe dei =)

Um beijinho,

Carla Madeira Romeira